Oi, posso ajudar?
Estamos aqui para atendê-lo :)

Sua vidraçaria está se preparando para o fim da pandemia?

A pandemia atual limitou em parte a rotina das vidraçarias. Por outro lado, estimulou, indiretamente, o consumo de vidros em construções e reformas. Agora, com as vacinações sendo aplicadas na ordem de um milhão por dia, e com o Brasil atingindo a marca de 10% de pessoas imunizadas, a tendência é da curva de contágio entrar em declínio, com liberação gradual das atividades e acompanhamento desse fato com o retorno de várias áreas do comércio.

Nesse período de pandemia os vidraceiros brasileiros enfrentaram diversas dificuldades. As principais foram no início, quando condomínios ficaram fechados e não permitiam a entrada de instaladores. E, mais recentemente, o aumento frequente do vidro e do alumínio e a falta desses itens no mercado.

Porém, esse período também ajudou a fortalecer o vidro, de uma forma geral. O mercado imobiliário, por exemplo, se encontra bem movimentado. Muitas empresas descobriram, nesse período, que não precisavam possuir sedes ou estabelecimentos comerciais muito grandes. Estas se mudaram, estão se mudando ou pretendem se mudar em um futuro breve, para um estabelecimento menor. E, como é fácil presumir, toda mudança exige adaptações e reformas, com o vidro se destacando por ser instalado rapidamente e sem grandes transtornos com quebra-quebras e sujeira.

Por outro lado, os funcionários que passaram a trabalhar em sistema home-office, descobriram que seus lares precisavam se adaptar para essa nova realidade, com divisórias, espelhos, fechamentos de sacadas e outras instalações que bloqueiam som e isolam ambientes. Ou, em vários casos, descobriram que podiam se mudar para cidades do Interior, cujo valor de venda ou aluguel é menor e que permite que se adquiria ambientes maiores para o trabalho e conforto da família.

Agora, com o fim da pandemia se aproximando, a pergunta que se faz ao setor é se ele está preparado para o fim da pandemia, ou seja, para as mudanças que devem ocorrer em breve. E são várias!

Dentre as mudanças, a primeira a ser notada será a realização da Feira Internacional de Esquadrias (Fesqua), prevista para ser realizada de 8 a 11 de junho em São Paulo. Se essa data não for novamente adiada, o que é provável, teremos o retorno das empresas que normalmente fazem lançamentos que movimentam o setor. Sendo que todas tiveram bastante tempo para desenvolverem novos produtos.

Na sequência teremos a feira Glass South America, prevista para acontecer de 1 a 4 de setembro, também em São Paulo.

Além desse fato, as vidraçarias terão de se adaptar a uma nova realidade: a dos pedidos remotos. Para isso terão de aprender a utilizar todos os recursos que as mídias digitais oferecem, incluindo as reuniões virtuais. Além disso, deverão adotar a prática de medidas que evitam o contágio. Isso porque hábitos dos consumidores neste período não devem ser perdidos tão rapidamente.

O ambiente pós-pandemia também será mais virtual na transferência de valores e no envio de documentações, como manuais e contratos. E, se a vidraçaria optar por trabalhar com clientes de alto padrão, até mesmo desenhos de ambientes com simulação de vidros instalados serão diferenciais competitivos importantes.

Por fim, o novo ambiente exigirá que as vidraçarias aprendam a vender seus produtos destacando a fácil higienização do vidro, além de sua longa durabilidade e o fato dele ser um material ecológico, totalmente reciclável.

Sobre a Garante Vidros

A Garante Indústria de Vidros atua no mercado vidreiro desde 1974, oferecendo atendimento às indústrias ou empresas comerciais (com CNPJ) que atuem nas seguintes áreas:

  • Cabines em geral
  • Calderaria (com visores)
  • Construção Civil em geral
  • Cozinhas Industriais
  • Decoração
  • Design de Interiores
  • Esquadrias
  • Expositores de lojas
  • Guaritas
  • Manutenção Predial ou Industrial
  • Móveis
  • Rack para eletroeletrônicos
  • Refrigeração
  • Serralherias
  • Totens e sinalização externa ou interna
  • Tratores

Para mais informações preencha nosso formulário de contato.

 

Leia também:

Share on facebook
Facebook
Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp
  • Tipos de arquivos permitidos: jpg, png, pdf
    Arquivos permitidos: jpg, png e pdf